Junior Mohr TIRA NUDES. Fotógrafo revela a beleza masculina em belas imagens

ARTE, FOTOGRAFIA Leandro Marques 29 maio 2017

Por Leandro Marques, Fotos: Junior Mohr

O começo de ‘namoro’ de Junior Mohr com uma câmera aconteceu de maneira despretensiosa. Em uma viagem de trabalho, um amigo fotógrafo entregou uma câmera em suas mãos e o perguntou se sabia fotografar. A resposta foi “Não sei nem como liga uma câmera”, mas essa história não parou por aí…



>

Continuando da introdução, sim, essa história não só terminou por ali, como continua até hoje. Na ocasião da viagem, Junior pôde se divertir fotografando e fazendo uma “competição” de melhores fotos com o amigo profissional. “Ele sempre ganhava, obviamente, porque o profissional era ele, mas essa experiência me deixou animado”, conta Mohr.

Mais tarde, o Fotógrafo começou a trabalhar em uma loja de roupas em Campo Grande e o gerente, na época, quis produzir algumas fotos para s redes sociais e, novamente Junior se arriscou a fazer os registros. Ele procurou a melhor luz, dirigir os modelos, editar… A partir daí começou a estudar a fundo e se dedicar na Fotografia. Quando saiu da loja, investiu em uma câmera boa, algumas lentes e se lançou.

O que o inspira é saber que cada momento é único, ele nunca mais volta. “Saber que cada um tem um olhar único sobre o mundo e sobre as coisas, e a foto é como eu enxergo aquilo que está acontecendo. Gosto de fotografar pessoas. Cada pessoa é diferente, então impossível uma foto igual a outra”, diz.

 


.
.


>

>

A BELEZA MASCULINA EM SUA PLENITUDE

_Mohr, conta como rolou a oportunidade de fazer os nús masculinos? O que gosta de explorar, valorizar na imagem e no corpo do homem?

_Um amigo meu queria fazer umas fotos, nem era sensual nem nada, mas decidimos fazer numa cachoeira. Pra ser lá, claramente teria que ser só de sunga e o corpo dele era legal e ele queria mostrar isso. Seguimos esse caminho. No final, eu brinquei com ele, perguntando se ele queria fazer uns “nudes” e dei risada, mas ele topou. Fiquei meio sem jeito, porque era uma brincadeira, mas encarei e fiz. O resultado ficou super legal. Em seguida, um outro amigo meu estava fechando um ensaio comigo e falou que queria uma foto sem roupa também, igual a que eu tinha feito. A partir daí eu vi que a pegada de fotografar homens estava começando a rolar. Alguns mais sensuais, outros menos, mas meu objetivo não é explorar a nudez, mas a naturalidade das pessoas. Mostrar o corpo sim, mas não mostrar gratuitamente, só por mostrar, é mostrar com uma composição, com um sentido mais interno pra pessoa, com uma produção…

>
_Como é o set das fotos? seu trabalho com os modelos de desinibição, sua direção?

_O ensaio é inteiro montado junto com o cliente. Converso bastante pra conhecer a pessoa e saber que linha vou seguir durante o ensaio, se vai ser mais conceitual, se vou explorar mais o corpo, se vai ser mais detalhado, quais roupas usar. O que a personalidade da pessoa me mostrar eu vou explorar, se ele for mais desinibido, vou mostrar isso nas fotos, com poses que mostrem um pouco mais, se for mais tímido, tento mostrar essa timidez nas fotos e assim vai. Faço bastante brincadeiras durante a sessão e procuro tratar tudo com naturalidade, pra que essa desibinição venha com da mesma forma, com naturalidade. Pergunto quais parte do corpo ele gosta mais e qual ele não gosta tanto (pra eu não ressaltar nas fotos o que ele não gostar). É uma direção mais dinâmica, porque estou sempre conversando e pedindo pra ele fazer alguma coisa: subir um vagão por exemplo, vestir uma jaqueta, arrumar o cabelo, andar etc. O tempo passa super rápido durante a sessão.

 

<.
.

 

>

_Como tem sido o feedback das pessoas? As fotos tem gerado quais tipos de reações?

_O feedback tem sido muito bom. Por parte dos homens, é um novo campo que se abre, porque antes eles não tinham essa opção, era praticamente algo que só as mulheres faziam. Agora a história começa a ser um pouco diferente. Por parte das mulheres, elas adoram, né. Hahaha e são super ativas participando nas redes sociais. E o que tenho notado também que os homens são respeitados quando postam uma foto mais ousada, o que é bom! Tem gente que brinca perguntado se eu preciso de assistente nas sessões, eu acho engraçado. Mas também tem levantado questionamentos do tipo “eu preciso ser malhado, ter a barriga trincada pra fazer um ensaio?” eu sempre digo que não, que vou explorar a beleza que existe independente do biotipo da pessoa. Porém, é um trabalho que vai demorar um pouco ainda pra despertar a auto-confiança dos homens com seu corpo.

>

_O que acha do nu masculino em trabalhos artísticos?

_Eu acredito que qualquer tipo de nudez deve ser explorado, tanto masculino como feminino, de forma respeitosa e também sempre de acordo com os limites de cada um. Nos meus ensaios tem homens que se sentem a vontade em tirar a camisa só, seja por causa da profissão (que não podem se expor tanto), ou por conta da timidez mesmo, mas pra mim já vale, porque consigo explorar a naturalidade só tirando a camisa. Quem tem coragem de ficar sem roupa na frente das câmeras merece meu respeito e vou fazer meu trabalho da forma mais respeitosa sem explorar a nudez pela nudez, mas, como já disse antes, fazer daquilo um momento legal e deixar a foto o mais artística possível.

 

Junior Mohr

JUNIOR MOHR – FOTÓGRAFO

Veja mais fotos, confira o PORTFÓLIO de Junior Mohr

Para ver mais fotos, entre no site do Fotógrafo www.juniormohr.com.br
INSTAGRAM: @juniormohr
FANPAGE: facebook.com.br/juniormohrfotografia

 

 

Continue navegando no BALAIO DE GATO! Talvez isso possa interessar:
#FOTOGRAFIA

O olhar mágico de LARISSA PULCHÉRIO e suas fotografias. Foco nela!

MATHEUS RIBEIRO vai longe… Confira as fotos SURREAIS deste jovem Fotógrafo 📷

 

 

 

Comentários